Paisagismo residencial: uma nova alternativa verde para o ambiente externo da casa

965 Visualizações
foto de jardim em frente a casa
O paisagismo residencial pode valorizar o imóvel em até 20%.

O paisagismo é uma forma de criar ou recuperar cenários ao mesmo tempo em que se preserva o ecossistema de determinado local. Quando bem aplicado, ele consegue ser sustentável e deixar os lugares muito mais bonitos e harmoniosos.

Por isso mesmo, o paisagismo residencial se tornou uma opção muito popular de jardinagem em casa: ele recupera um pouco do equilíbrio entre o urbano e a natureza, tão facilmente perdido nas cidades. Trata-se de uma melhora significativa tanto para os moradores da residência quanto para o meio ambiente.

Além disso, a área paisagista traz mais algumas vantagens além da estética. Ela pode se tornar um local de lazer, propícia para descanso, reuniões, almoços, estudo e brincadeiras. No sentido financeiro, o paisagismo também é benéfico: ele valoriza o imóvel em até 20%.

Opções de paisagismo residencial externo

São muitas as opções e possibilidades para fazer um projeto de paisagismo residencial, cada um com uma peculiaridade que combina com a casa em questão. Para sair satisfeito o ideal é seguir alguns passos de planejamento antes de colocar a mão na massa. Existe, ainda, a possibilidade de contratar paisagistas profissionais para dar um trato no ambiente, mas ainda assim é uma boa ideia ter noção do que você está procurando, para que o resultado fique a sua cara.

Confira algumas dicas:

Defina o lugar

Pode parecer óbvio, mas cada casa possui seu próprio ambiente externo. Talvez seja um quintal enorme, mas do qual você só queira transformar uma parte. Talvez seja um corredor mais discreto, ou mesmo apenas uma varanda simples. Todos esses locais podem abrigar o paisagismo residencial. Você só precisa escolher aquele que mais te agradar.

Descubra o seu orçamento

Além do design do local em si, você também vai precisar desembolsar com as plantas, adubo, sementes, vasos e ferramentas. Não é necessariamente um grande gasto, e o valor depende muito do tamanho do ambiente. Não adianta, também, comprar muitas coisas sem ter certeza do que vai ser utilizado. Delimite um orçamento baseado no seu entendimento do lugar, e só depois vá as compras.

Avalie seu tempo

Não adianta exagerar na quantidade de plantas ou em um paisagismo ostentativo se você não tiver tempo para cuidar dele. Se for possível contratar um jardineiro, ótimo! Se não, é melhor ter certeza de que você e/ou sua família vão dar conta de manter todas as novas moradoras hidratadas e bem cuidadas. Plantas precisam de atenção, algumas mais do que outras. Se o tempo for escasso, você pode escolher espécies mais autossustentáveis, por exemplo.

Estude as plantas

Arbustos, flores e até pequenas árvores podem ser implementadas no paisagismo residencial. É só ter certeza de que elas terão espaço e receberão os nutrientes adequados — incluindo o sol! Se você tiver menos espaço e for colocá-las em vasos e nas paredes, procure informações sobre espécies menores. Se puder plantar ao lado da piscina ou de uma área de lazer, dá para investir nas maiores.

O importante no paisagismo residencial é que você se sinta bem, e a natureza se sinta agradecida!

Imagem: istock.com / ozgurcoskun